Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

24/05/2013

Leituras Novas - Maio de 2013

Os textos, quando existem, são da responsabilidade das editoras, com alteração para a grafia pré-Acordo Ortográfico da responsabilidade de As Leituras do Pedro.
Algumas das edições aqui apresentadas podem ter sido editadas anteriormente,
mas só agora tomei conhecimento delas.

ASA
Mahou – Perdidos no tempo – tomo 2
Hugo Teixeira e Vidazinha
No livro anterior, na Origem da Magia, ficámos a saber que, há muitos, muitos anos, em Mahou, uma família descobriu um objecto dotado de poderes mágicos extraordinários e, através dele, obteve riqueza, domínio e conhecimento.
Mas nada disto lhes trouxe alegria ou união e a desavença desta família fez com que a Guerra se alastrasse por todo o Mahou.
Neste tomo, decorrido mais de um ano após a visita de Bia - uma rapariga muito especial - ter finalmente sarado as feridas que a Guerra abriu, vamos acompanhar o Mago Mago numa viagem ao seu passado.

Murena #8 – A vingança das cinzas
Dufaux e Delaby
Roma arde... Nero sonhou e Murena executou. Este é o tema que domina esta história.
As chamas destroem edifícios, a aflição é geral, uns correm para o rio Tibre, outros para o Campo de Marte e a tragédia atinge todos: ricos e plebeus. Só o bairro de Trans Tiberim é de alguma forma poupado e é lá que se refugiam Pedro e outros cristãos.
Mas, mesmo nesta situação de destruição, a cobiça impera e a manipulação política é inevitável: há que arranjar culpados...


Associação AoNorte
O filme da minha vida #13 – It’s People
Esgar Acelerado
A Colecção O Filme da Minha Vida faz-se do repto lançado pela AoNorte a autorres portugueses de Bd para que criem um álbum inspirado num filme que tenha deixado marcas nas suas vidas.
No âmbito da programação dos XIII Encontros de Cibena de Viana foi lançado o número treze desta colecção – It’s People, de Esgar Acelerado, a partir do filme À Beira do Fim, de Richard Fleischer.


Associação Tentáculo
Zona Nippon #2
Bárbara Lourenço; Catarina João; Daniela Viçoso; Darsy Man; Diogo
Carvalho; Fil; Iris Loureiro; Júlio Shimamoto; LLL; Matheus Moura;
Mignon; Miguel Santos; Nuno Frias; Paula Almeida; Paulo Tomaz;
Selma Pimentel; Sofia Pereira; Susana Resende; Xico Santos
A Zona Nippon 2 é o novo número da Zona (www.zonabd.blogspot.pt), uma antologia de BD e ilustração publicada pela Associação Tentáculo (www.atentaculo.weebly.com).
Esta antologia é publicada desde 2009, sendo este o décimo numero da série, o segundo da subsérie Zona Nippon, onde os trabalhos têm uma aproximação oriental, seja na inspiração da técnica usada ou no tema da história.
A ilustração da capa esteve desta vez a cargo da Paula Almeida.
Além de BD e ilustração, este número conta ainda com um entrevista à autora Selma Pimentel.
Este novo número, tem 90 páginas e conta com a participação de 19 autores


Bizâncio
Baby Blues #1 – Isto vai ser pior do que pensávamos (reedição)
Rick Kirkman e Jerry Scott
Acarinhem este livro. Ele contém o primeiro ano do que serão muitos anos de Baby Blues.
Todos os seus instintos lhe mandarão pegar na tesoura e começar a cortar tiras para mandar aos seus amigos e família. Ou então, vai mesmo pôr a tesoura de lado e arrancar folhas inteiras para colar no frigorífico, vai juntar todos os recortes que fez, e ainda conseguir encontrar, e colá-los no livro do bebé dos seus próprios filhos, ainda que - como é o meu caso - não os tenha ainda. E vai ser difícil mantê-lo intacto.
(Do prefácio de Cathy Guisewite, criadora de Cathy)


Chiado Editora
A Minha Escolinha – Passei de Ano
Pedro Correia
Um ano após os enormes conflitos vividos na escola, os nossos amigos desfrutam agora de um novo ambiente.
Tudo aparenta estar de regresso à normalidade mas.. Irá esta boa vida durar muito tempo?
Estarão todos os assuntos resolvidos?..
Descubram em mais um livro ''A Minha Escolinha''!


Chili Com Carne
Mesinha de Cabeceira #25
Capa de Dr. Uránio.
BDs de Marcos Farrajota e Davi Bartex.
Design: Joana Pires

Este novo Mesinha de Cabeceira, que ainda recentemente comemorou 20 anos de existência, faz uma continuação da fórmula do número anterior, desta vez com Farrajota a duplicar as páginas para contar histórias sobre apartamentos e instituições públicas de Lisboa, ou melhor sobre os seus abandonos e decadências.
Este é segundo capítulo do "Desobediência é um artigo de colecção", trabalho de Farrajota desenvolvido numa residência artística na Finlândia.
O convidado Bartex é francês, tendo residido em Lisboa durante algum tempos nos princípios do milénio tendo feito esta BD que andou perdida uns 10 anos. Bartex é conhecido pelos seus encantadores e monstruosos trabalhos de animação de rua - e também andou nas míticas tournées de barco feita dos Mano Negra pelas costas africanas e sul-americanas. 


Kingpin Books
Super Pig: Roleta Nipónica
Mário Freitas, Osvaldo Medina, Gi Martins, Sara Ferreira
10 de Outubro de 1978. Durante a cerimónia oficial de geminação de Aveiro com a cidade nipónica de Oita, o pequeno SUPER PIG é raptado por três empresários locais sem escrúpulos e usado como moeda de troca numa parceria criminosa com altos representantes da Yakuza da cidade japonesa.
Receando pela vida do seu filho, o mui ilustre CALOUSTE PIG arrisca enfrentar sozinho a bizarra joint-venture mafiosa, mas vê-se envolvido numa espécie de roleta de contornos invulgares, que revelará as verdadeiras intenções do sinuoso Pinheiro, um empresário da Bairrada de reputação duvidosa, e da Yakuza de Oita, que planeia uma invasão gastronómica marcada a sangue.
Depois de Live Hate (nomeado  para Melhor Argumento nos Prémios Nacionais Amadora BD), Super Pig regressa com uma nova aventura electrizante, numa fusão perfeita entre BD ocidental e Manga, graças à imaginação de Mário Freitas e aos talentos artísticos de Osvaldo Medina (A Fórmula da Felicidade, Mucha, Agentes do CAOS: Nova Ordem) e das mangakas Gisela Martins e Sara Ferreira, recentes vencedoras do Manga Jiman Competition, um concurso internacional realizado anualmente pela Embaixada do Japão em Londres.

Vamos aprender
Aida Teixeira e Carlos Rocha
“Vamos Aprender”, mas com diversão!
Este é um livro de Banda Desenhada para crianças, que teve na sua génese uma criança, a Sofia, que quando tinha 6 anos desenhava animais que a sua mãe Aida transformava em histórias. Histórias que saltam da página directamente para a nossa imaginação e que levam as crianças a pensar, ao invés de se limitarem a oferecer-lhes um resultado imediato.
O aspecto lúdico do livro leva os pequenos leitores a interiorizar ensinamentos comportamentais importantes, aliando isso ao enorme prazer visual que os desenhos expressivos e coloridos do Carlos Rocha proporcionam. Uma alegria para os olhos e para a imaginação pela mão de dois novos autores, que se propuseram a fazer estas seis histórias repletas de encanto para crianças e para adultos que nunca deixaram de o ser.
Uma aposta diferente da Kingpin Books e do editor Mário Freitas, que se iniciam assim num novo desafio editorial, a publicação de BD infantil, um segmento geralmente esquecido ou ignorado nos últimos anos em Portugal.


Verbos & Letras/Grupo Entropia
Os Escudos da Lusitânia #0
Adelina Menaia, Ana Saúde, Bruno Ma, Claudino Monteiro, João Amaral, João Figueiredo, João Raz, Paulo Marques e Ricardo Correia
A Verbos & Letras e o Grupo Entropia têm o prazer de vos apresentar Os Escudos da Lusitânia, a nova revista de Banda Desenhada Portuguesa e não só, centrada no universo de fantasia com o mesmo nome.
Uma iniciativa que pretende promover o gosto e os hábitos de leitura entre todos, de modo a trazer mais leitores à Banda Desenhada.
Pretende também juntar à BD expressões tão diversas como a literatura, a ilustração e os jogos de Role Playing Game e Estratégia, de modo a envolver todos os aventureiros que vagueiam pela Lusitânia de hoje.
Os Escudos da Lusitânia é um conjunto de aventuras que vai deixar toda a gente a suplicar por mais. Esqueçam tudo o que possam ter aprendido nas aulas de História, pois esta não é a Lusitânia que todos pensam ter existido. Esta é a Lusitânia de um mundo em que magia e seres fantásticos são comuns. Situada na Ibérria, uma grande península do continente Eural, a Leukitânea (nome como os Lusos daquela altura designavam a sua terra) está à beira de uma guerra que poderá atingir dimensões gigantescas. Invadida por demónios e seus lacaios, à Leukitânea só restam os seus heróis. Homens, Elfos e Anões. Guerreiros destemidos, capazes de dar a vida para defender os seus povos.
Lançaremos já no próximo dia 8 de Junho o nº 0 da revista. Este nº 0 conta com a participação de Adelina Menaia, Ana Saúde, Bruno Ma, Claudino Monteiro, João Amaral, João Figueiredo, João Raz, Paulo Marques e Ricardo Correia. Esperamos que a revista vos dê, ao lê-la, o mesmo prazer que nos deu a produzi-la. Muito obrigado a todos os que, desde sempre, duma ou doutra forma, contribuíram para o nascimento d’Os Escudos da Lusitânia.

3 comentários:

  1. dia 31 é lançada a CRU n.º 31. não será propriamente uma revista de BD, mas cerca de metade das suas páginas são preenchidas com quadradinhos e ilustração...
    http://www.mr-esgar.com/cru/index.html

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Olá Fanzine Cru,

      Fica a adenda e a promessa da inclusão da Cru n.º 49 nas Leituras Novas de Junho.
      Nem sempre é fácil recolher informação sobre as novidades, mesmo das "grandes" editoras, que muitas vezes parecem desprezar a publicidade gratuita que poderiam ter neste espaço...

      Boas leituras... e boas edições!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...