Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

19/03/2013

Um novo Mickey Mouse





  



Depois de ter protagonizado apenas três curtas-metragens nos últimos 30 anos, Mickey Mouse, com um visual modernizado, vai ser o herói de 19 filmes curtos que estrearão a partir de Junho.

O novo Mickey surge com traços mais estilizados e modernos, combinados com o visual com que nasceu há mais de oito décadas no filme “Steamboat Willie”, pois recupera como vestuário apenas os calções vermelhos com botões amarelos.
Com estreia anunciada para 28 de Junho, no Disney Channel norte-americano, as novas curtas-metragens levarão o rato mais famoso do cinema e dos quadradinhos aos Alpes e a cidades como Pequim, Santa Mónica, Veneza, Nova Iorque, Tóquio ou Paris.
Esta última serve de cenário a “Croissant de Triomphe”, o primeiro filme da série que já pode ser visualizado na Internet.
Nele, Minie, também com visual retro como todos os outros participantes, gere um pequeno café de bairro e quando fica sem croissants para servir, recorre a Mickey que, numa veloz motorizada, percorre agilmente as ruas da capital francesa a grande velocidade, desrespeita as regras de trânsito, foge à polícia, parte o sapatinho de cristal da Cinderela quando ela o está a experimentar, roda pelos telhados da catedral de Nôtre Dame para gáudio das gárgulas e atropela mesmo um grupo de freiras (!) para conseguir levar os croissants à sua namorada.
Com o protagonismo inteiramente entregue ao rato, registam-se breves aparições de Margarida, Pateta, Bafo-de-Onça e até do Coelho Oswald, uma criação de Walt Disney anterior a Mickey.
A animação, moderna, eficaz e de ritmo acelerado, embora pobre quando comparada com os filmes clássicos da personagem devido às restrições orçamentais impostas pela Walt Disney Television Animation, é da responsabilidade de Aaron Springer (que já foi responsável por Bob Esponja), Clay Morrow, Paul Rudish e Joseph Holt.

(Versão revista do texto publicado no Jornal de Notícias de 19 de Março de 2013)



2 comentários:

  1. Esse tipo de desenho é o que se predominou há alguns bons anos, exibidios pela TV a cabo através de Meninas Superpoderosas, Labotarótio do Dexter, Os Padrinhos Mágicos e alguns de igual estilo. Não sei dizer o que procede quanto a orçamento, mas é um padrão que vem se firmando cada vez mais. A Disney já fez animaçõe mais interessantes no sentido de movimento e acabamento - há verdadeiras obras de arte nesse âmbito. Mas, que sejam bem vindos esses novos desenhos nesse estilo também. Vi o vídeo, achei-o divertido e há uma certa incoerência pelo fato dos personagens não se prenderem a Patópolis e nem ao mágico universo animado da Disney onde vassouras correm e louças do chá das cinco cantam e dançam. Acho isso positivo, pois coloca a criação sem tantas limiteações.

    Abraços. Fabiano Caldeira.

    ResponderEliminar
  2. Olá Fabiano,
    Quanto ao tipo de animação não surpreendem as referências que citas, pois os responsáveis pelos novos desenhos do Mickey trabalharam nalgumas delas.
    O filme já disponível é divertido e tem tudo para agradar aos mais novos, que vivem algo desligados do universo Disney.
    Boas leituras... e bons filmes!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...