Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

17/10/2012

Heróis Marvel continuam no Público

 
 
 
 
 
 
Uma semana após a publicação do 15º e último volume da primeira série da colecção Heróis Marvel, os super-heróis da casa das Ideias regressam com o jornal Público já a partir de amanhã, para uma segunda série que contará 10 tomos.
Uma segunda série e não o prolongamento da primeira, por motivos legais, pois no início destes coleccionáveis é obrigatório indicar o número de volumes e o custo total da colecção.
Antes de apresentar a listagem dos novos títulos (baseada no suplemento que o Público incluiu na sua edição de domingo passado, quero destacar três aspectos que me parecem desde já positivos:
Em primeiro lugar, desta vez a selecção baseia-se em obras mais recentes, o que me parece que as torna mais apelativas.
Em segundo lugar, a inclusão de heróis "em falta" na primeira série, como Daredevil e Homem de Ferro.
Em terceiro lugar, ao contrário da série anterior, “importada” das colecções italiana e espanhola, alguns dos volumes foram pensados para Portugal, o que permitiu, entre outros aspectos, a inclusão no volume dedicado ao Homem de Ferro das histórias da colectânea Titanium, entre as quais duas desenhadas pelos portugueses Filipe Andrade e Nuno Plati.
A terminar fica o desejo que esta segunda vida dos Heróis Marvel – que merecia ter tido uma divulgação junto dos meios especializados - possa ter uma distribuição melhor que a anterior, aspecto que me parece absolutamente necessário para o seu sucesso.
 
18 de Outubro
Dinastia de M
Brian Michael Bendis (argumento)
Olivier Copiel e Tim Towsed (desenho)
 
25 de Outubro
X-Men: A Saga da Fénix Negra
Chris Claremont (argumento)
John Byrne (desenho)
 
1 de Novembro
Homem de Ferro: Extremis
Warren Ellis, Adam Warren, Mark Haven Britt, Matteo Casali, Tim Fish (argumento)
Adi Granov, Salva Espin, Nuno Plati, Steve Kurth e Filipe Andrade (desenho)
 
8 de Novembro
Surfista Prateado: Parábola
Stan Lee (argumento)
Moebius e John Buscema (desenho)
 
15 de Novembro
Wolverine: O velho Logan
Mark Millar (argumento)
Steve McNiven e Dexter Vines (desenho)
 
22 de Novembro
Dr. Estranho: o Juramento
Brian K. Vaughan, Stan Lee (argumento)
Marcos Martin e Steve Ditko (desenho)
 
29 de Novembro
Homem-Aranha: O Reino
Kaare Andrews (argumento e desenho)
 
6 de Dezembro
Demolidor: Renascido
Frank Miller (argumento)
David Mazzucchelli (desenho)
 
13 de Dezembro
Wolverine: Arma X
Barry Windsor-Smith, Chris Claremont (argumento)
Barry Windsor-Smith (desenho)
 
20 de Dezembro
Guerra Civil
Mark Millar (argumento)
Steve McNiven e Dexter Vines (desenho)

6 comentários:

  1. Caro Pedro
    O meu comentário não incide propriamente na nova colecção em apreço, pois julgo que a sua peça escrita tem lá o essencial e com ela concordo.
    O certo é que me chamou a atenção um "desabafo" justo e pertinente por si colocado entre travessões e diz "que merecia ter tido uma divulgação junto dos meios especializados".
    Não sei concretamente o que poderá considerar os "meios especializados" (porventura os blogues específicos sobre a Arte ou os diários e hebdomadários em papel, possivelmente os audiovisuais), mas tem razão de ser esta sua observação, que não devia ser apenas explícita para esta publicação Levoir/Público mas devia ser generalizada para tudo o que se publica em Portugal com grande esforço editorial, dadas a exiguidade e contingências actuais do mercado.
    Julgo que esta reflexão devia ser colocada como primário e justificação da existência de ferramentas e blogues que divulgam a BD. Se existem, é para isso mesmo: divulgar. Infelizmente, por razões que são colaterais e que eu desconheço, há um desconforto latente relativamente a esta matéria, pois não vejo uma conjugação de esforços para divulgar fortemente a BD, maxime a BD portuguesa.
    Há-de reparar, porque ambos sabemos, que não estou a referir-me ao seu caso e ao seu trabalho neste âmbito; mas também há-de concordar que tem razão de ser este alerta para algumas omissões, levadas para o campo do desinteresse ou algo mais obscuro, que pendem sobre a BD.
    É caso para comparar - se o cidadão não defende a cidade, quem defende a cidade?; se o amante, o diletante ou o profissional da Banda Desenhada não defendem a Banda Desenhada, quem defendde esta 9ª Arte?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro santos Costa,
      Bem-vindo mais uma vez!
      Sim, referia-me aos blogs especializados. (Na imprensa diária seria um contrassenso, os jornais estarem a aceitar publicidade da concorrência...)
      Aliás, acredito que alguns bons projectos têm fracassado pela falta de uma aposta séria na divulgação - o que não tem de passar obrigatoriamente por gastar muito dinheiro...
      Quanto às razões da existência dos blogs, só posso falar por este As Leituras do Pedro: a sua razão de existir é divulgar banda desenhada. Não só a portuguesa, não só a editada em Portugal.
      Quantos aos outros, alguns terão motivações semelhantes, outros não. Cada um tem direito a orientar o seu blog como desejar e a divulgar nele o que mais lhe interessa.
      E, também, há muitas formas de defender a BD, todas válidas (umas mais válidas do que outras?) até porque poderão fazer essa defesa de forma diferente, junto de alvos diferentes...
      Boas leituras... e boas divulgações!

      Eliminar
  2. Estou a ouvir anúncios na rádio (Comercial) todos os dias! Não é divulgação o bastante?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Hunter!
      Bem-vindo às minhas leituras!
      Confesso que não ouço muito rádio, por isso ainda não ouvi esse anúncio. E também que acho óptimo, para o público generalista.
      O que eu referi no texto - e reitero - é que a Levoir podia fazer chegar informação sobre a colecção aos blogues especializados, por onde passam com certeza muitos dos potenciais leitores.
      Boas leituras... e boas divulgações!

      Eliminar
    2. Caro Pedro,

      Concordo inteiramente.
      Contactei a Lavoir por e-mail para ter acesso a mais informação e nem resposta obtive.
      Toda a informação que me foi chegando foi vinculada generosamente pelo João Lameiras, que assumiu o papel de divulgador "oficial" desta colecção. Onde fica a Lavoir e os editores?

      Eliminar
    3. Olá André,
      A questão é mesmo essa... Eu tive resposta, informações é que não...
      E também recorri ao João Miguel lameiras, mas não devia ter de ser assim...
      Boas leituras... e mais informação!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...