Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

24/10/2012

Clark Kent abandona jornalismo

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Os tempos conturbados que afectam jornais e jornalistas não se fazem sentir apenas na vida real: Clark Kent também vai abandonar a profissão.
A ruptura entre o alter-ego do Super-Homem e o Planeta Diário, a casa que acolhe a sua escrita desde a década de 1960 – em 1938, quando foi criado, trabalhava no The Daily Star - terá lugar na revista Superman #13, que estará à venda nos Estados Unidos hoje, quarta-feira.
Na base da sua decisão, tomada após uma acalorada discussão com Morgan Edge, proprietário do jornal, está uma reflexão sobre o actual estado do jornalismo, no qual, o entretenimento e os escândalos se sobrepõem ao jornalismo de investigação e às verdadeiras notícias. Questionando o actual papel dos órgãos de comunicação e o desaparecimento dos jornalistas conscienciosos e interessados em servir os leitores, Clark Kent decide bater com a porta após Lois Lane ser escalada para cobrir um escândalo sexual e ele próprio ter por missão acompanhar os feitos heróicos do Super-Homem.
Escrito por Scott Lobdell e desenhada por Kenneth Rocafort, este é o início de um arco de histórias em que Clark Kent enfrentará grandes desafios a nível profissional e pessoal e também como super-herói, com o propósito de melhor integrar a sua dupla personalidade no mundo actual.
Embora o jornalista por diversas vezes tenha abandonado The Daily Planet (incluindo um curto período em que trabalhou na televisão), desta vez a decisão parece definitiva e está integrada na reformulação do universo da DC Comics iniciada há cerca de um ano, quando todas as revistas voltaram ao n.º 1 e o passado de muitos dos seus super-heróis foi alterado, nalguns casos de forma profunda. Aliás, nesta nova etapa, Clark nunca foi casado com Lois e o Super-Homem tem uma relação com a Mulher Maravilha.
 
(Versão revista do texto publicado no Jornal de Notícias de 24 de Outubro de 2012)
 
 

3 comentários:

  1. O Daily Bugle está diferente faz todo o sentido esta decisão tendo em conta a história actual.

    Apesar de os primeiros nrs deste Superman, não serem nada de especial, focaram bem o estado dos média modernos. O Bugle foi comprado, para tristeza de Clark Kent, pelo já mencionado Morgan Edge que é um sensacionalista.

    Não sei se será tão definitivo, vejo Morgan a deixar o Bugle e Clark a voltar. O tempo o dirá.

    ResponderEliminar
  2. Assim sim, ver os comics de super-herois a fazerem criticas ao que se passa na vida real, isto vale a pena. É bom quando os escritores deste tipo de Bd se apercebem que não têm só que fazer aventuras de herois de capa e espada e resolvem passar uma mensagem a (muitos) miudos que ainda prestam atenção àquilo a que o Super-Homem (e outros) acreditam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luís,
      Tens razão, mas infelizmente suponho que o objectivo não é tanto ter consciência social ou reflectir sobre o mundo actual; o que a DC Comics pretende mesmo é vender mais revistas... E qualquer dia tudo volta à estaca zero!
      Claro que podendo juntar o útil ao agradável, pelo menos alguns de nós agradecemos...
      Boas leituras!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...