Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

10/04/2012

Un americain en balade











Colecção écritures
Craig Thompson
Casterman (França, Janeiro de 2005)
170 x 240 mm, 224 p., pb, brochada com badanas
13,50 €




Às vezes é difícil escrever estas linhas. Especialmente se são sobre livros de que gostei muito. Talvez porque (mais ou menos) inconscientemente, sinto a obrigação de escrever “ao nível” do que li, para transmitir um pouco do que desfrutei, para convencer o (meu) leitor a lê-lo também.
Só que nem sempre a sofisticação da escrita parece suficiente para isso. Por isso, “Un americain en balade” (Casterman), esperou semanas pela minha inspiração. Quando a solução talvez pudesse ser simples: tão simples como é a escrita (em BD, entenda-se) de Craig Thompson, de uma limpidez e sinceridade desconcertantes, de um despojamento sem máscaras nem artifícios, na forma como se despe completamente perante os leitores, revelando gostos, influências, estados de espírito, desejos, ambições, medos e incertezas, o que de mais profundo há em si.
O que faz desta obra do autor canadiano, que já nos deslumbrara com o notável e emotivo “Blankets” (Casterman), mais do que o diário de uma viagem de dois meses à Europa e a Marrocos, um diário íntimo, escrito/desenhado maioritariamente em quartos de hotel, já que o autor se confessa um mau viajante e pouco dado à convivência e ao contacto com os outros.
Uma obra a ler, devagar, aos poucos, ao ritmo da própria criação de Thonmpson, para melhor a desfrutar. ´

(Texto publicado originalmente no Jornal de Notícias de 19 de Junho de 2005)

Curiosidade
Este é mais um tomo da colecção écrittures, já diversas vezes presente em As Leituras do Pedro, que completou 1o anos de bons serviços no passado dia 14 de Março. Conto voltar a ela, repetidamente, nas próximas semanas.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...