Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

10/12/2011

Dia em cheio na Mundo Fantasma

Data: 10 de Dezembro de 2011Local: Galeria Mundo Fantasma, loja 509/510, Centro Comercial Brasília, Avenida da Boavista, 267, 1º andar, Porto
Horário: das 10h às 22h

A livraria Mundo Fantasma, no Centro Comercial Brasília, no Porto, organiza hoje o seu primeiro 12-Hour Comics Day, das 10h às 22h.
Às 17 horas será inaugurada a exposição Retroexpectativa, com originais de Jorge Mateus, que estará presente, seguindo-se a apresentação dos seguintes álbuns:
"Mahou – Na origem da magia" (ASA) de Ana Vidazinha e Hugo Teixeira

"Mr. Klunk e o Senhor Klaxon" (Livros Espontâneos), de Paulo Azevedo e Jorge Matos,

igualmente com a presença dos respectivos autores para uma sessão de autógrafos.

12-Hour Comics Day
O que é o (24) 12-Hour Comics Day?
É um evento realizado um pouco por todo o Mundo que desafia argumentistas e desenhadores para criarem um comic de 24 páginas em 24 horas consecutivas. A nossa versão é um pouco menos exigente por ser uma primeira experiência e para garantir que o comic é publicado imediatamente: criar uma história de 12 páginas em 12 horas consecutivas.

O que significa criar uma história em 12 horas?
Significa criar tudo: o texto, a arte, a arte final, cor, balonagem, revisão... tudo. Mal a caneta toque no papel ou no computador, o relógio começa a contar. Não é permitida nenhuma preparação prévia que inclui sketches, layouts, resumo de argumento... mas pode-se planear indirectamente, organizando os materiais, referências, música, comida... Cada autor deve trazer todo o material que acha que vai necessitar.

Em que formato?
As folhas não devem ser menores que A4. As folhas devem ser da proporção do A4. O trabalho pode ser a cores ou a preto e branco. Com ou sem balões.

Em que horas?
Das 10h00 às 22h00 do dia 10 de Dezembro de 2011. As horas são contínuas. Pode interromper para almoçar, mas o relógio continua. Se no fim das 12 horas a história não estiver terminada, ou utiliza a variante de Gaiman e termina como está, ou utiliza a variante de Eastman, continuando até estar pronto. São variantes que representam uma falha nobre e dentro do espírito. O importante é que tenha realmente a intenção de terminar nas 12 horas disponíveis.

Onde?
Na livraria Mundo Fantasma. Parte do dia será em mesas no corredor pois haverá também a inauguração de uma exposição (de Jorge Mateus) e lançamento de dois livros ("Mahou" de Hugo Teixeira e "Mr. Klunk e o Senhor Klaxon" de Paulo Azevedo e Jorge Matos.

Para quê?
A intenção é editar uma publicação com as histórias nos dias seguintes ao evento. Para isso cada autor compromete-se a comprar 10 exemplares (eventualmente 3,00€ x 10 = 30,00€), esse é o preço da inscrição. A tiragem será de 200 exemplares e a livraria Mundo Fantasma assegura o restante da edição. Também oferecemos um jantar rápido num dos cafés do Brasília (Brasília 3).

Há letrinhas pequenas?
São do mesmo tamanho... na publicação a capa e a ordem das histórias irá obedecer a critérios de edição subjectivos da livraria. A apresentação dos autores na capa, na contracapa ou no interior será por ordem alfabética do último nome. Histórias incompletas não serão publicadas. Se o custo de impressão for de 3,00€, o preço de venda será 5,99€O evento nestas condições está limitado a 10 autores.

O 24-Hour Comics Day original foi criado por Scott McCloud.
O desenho é do Rudolfo da Silva.

Retroexpectativa
De 10 de Dezembro de 2011 a 22 de Janeiro de 2012
De 2ª a sábado, das 10h às 20h: Domingos e feriados, das 15h às 19h

Abrirá hoje ao público, pelas 17H00, com a presença do autor, a exposição RETROEXPECTATIVA, de Jorge Mateus
(Apesar de) nascido em Angola, adoptei Lisboa como minha. suguei-lhe o meu quinhão de tágides, Tejo e tudo. Ainda a sua inverosímil luz que espalha de brancos os contornos da cidade. os magníficos recantos e pormenores, tão bem traduzidos por Cardoso Pires.
Lisboa recebeu-me de braços, bares e bairros abertos em suma e, pomposamente, um cidadão do mundo em geral e de Lisboa em particular. Não será censurável ao visitante que se questione por alma de que santa tanta algaraviada (ou mourisca) prosa sobre Lisboa aquando a presente exposição se encontra num outro pólo lusitano e, onde, quiçá poderá haver alguma-t()riv(i) alidade invicta.
A jeito de resposta o autor (eu) argumenta, acreditando como verdadeira e arrebatadora a alegação: se, por um lado tomei Lisboa, o Porto, por sua vez, ofereceu-me tudo – O Amor e um leve cinzento gótico.
Dito isto estão presentes coisas novas, coisas antigas e outras coisas – Qu’est-ce que c’est.
JORGE MATEUS (Angola, 1971) é ilustrador do semanário Expresso, das revistas Visão e Time Out, da editora Leya. Iniciou-se nos anos 1990, na revista LX Comics, tendo participado em diversos projectos colectivos, como José Muñoz: Cidade, Jazz da Solidão (Livros Horizonte/CML, 1994), Noites de Vidro (CML, 1994) ou Para Além dos Olivais (Bedeteca de Lisboa, 2000). Em 1996 encetou uma colaboração com o Diário de Notícias, como cartunista e caricaturista, que durou cerca de uma década e foi sobejamente premiada. Criou, em 2001, a editora Má Criação, da qual é director de arte, onde lançou Noites de Lisboa, mais um título de um conjunto que foi enriquecido, em 2008, com dois outros álbuns de BD: O Futuro Tem 100 Anos (Bizâncio) e Schoenberg (Tugaland). Experimentou também sentar-se na cadeira de realizador com a curta-metragem de animação 10 Contos e, em 2011, criou o atelier de ilustração mural O Meu quarto é…
Participou em diversas exposições em Portugal e no estrangeiro e foi premiado, entre outros, com o 2.º prémio do concurso do XIII Salão Luso-Galaico de Caricatura (2009), o Grande Prémio do Salão Nacional de Ilustração (2005) e o 1.º Prémio do Salão Internacional de BD Comicarte (1991).
Blog
Facebook

(Textos da responsabilidade da organização)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...