Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

16/07/2011

Voyager na Mundo Fantasma

Data: 16 de Julho a 7 de Agosto de 2011
Local: Galeria Mundo Fantasma, loja 509/510, Centro Comercial Brasília, Avenida da Boavista, 267, Porto
Horário: de 2ª a sábado, das 10h às 20h: Domingos e feriados, das 15h às 19h

A galeria Mundo Fantasma inaugura hoje pelas 17h a exposição Voyager Viagem Virtual, baseada na obra homónima lançada recentemente, estando na altura presentes alguns dos seus criadores.
Fruto do trabalho de um colectivo de jovens autores portugueses, Voyager nasceu como um webcomic em 2008, tendo sido publicados diversos episódios online durante cerca de três anos. O álbum agora lançado, cujos originais estarão expostos na Mundo Fantasma até 7 de Agosto, compila esses 13 episódios de uma página, vários extras que descrevem o processo criativo e um episódio longo, inédito, que revela a origem da personagem que dá título à obra. Trata-se de um viajante compulsivo, que tem a capacidade de saltar de local em local, desde lugares por todos (re)conhecidos como a Grande Muralha da China, Amsterdão ou a Torre Eiffel, até aos mais fantásticos e remotos mundos como a sexta lua de Bellahn-Dor.
Escritas, desenhadas e coloridas por uma equipa espalhada pelo pais e até pelo estrangeiro, composta por Rui Ramos, Diogo Carvalho, Luís Belerique, Diogo Campos, Luís Maiorgas, Nelson “Cokas” Nunes, Phermad, Salvador Pombo e Ricardo Reis, Voyager é um relato fantástico, aqui e ali com um toque de humor, que já teve prolongamentos no Twitter – onde durante dois anos foi possível acompanhar “em directo” as suas aventuras, naquela que foi uma das primeiras experiências do género que tiveram lugar em Portugal – e no Facebook.
Edição da responsabilidade do colectivo R’Lyeh Dreams, que em 2008 tinha já publicado Os Murmúrios das Profundezas, baseado no universo de terror desenvolvido por H. P. Lovercraft, Voyager, como muitas outras edições independentes em que os autores portugueses apostam cada vez mais para verem publicados os seus trabalhos, não terá para já distribuição comercial, estando à venda apenas em lojas especializadas ou através do seu blog.








(Versão revista do texto publicado no Jornal de Notícias de 16 de Julho de 2011)

3 comentários:

  1. Algumas fotos da exposição estão disponíveis em:

    http://www.facebook.com/media/set/?set=a.2065587712622.2114201.1032651681

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pela divulgação deste projecto que nasceu única e exclusivamente da vontade de contar histórias através da arte sequencial (nossa grande paixão).

    ResponderEliminar
  3. Ricardo Reis,
    Obrigado pelas fotos!

    Rui Ramos,
    Não há que agredecer, é sempre um prazer divulgar neste blog edições nacionais. Fico espera do Voyager #2...!

    Um abraço para ambos!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...