Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

06/06/2011

Um lugar nos olhos

Luís Miguel Gaspar (argumento e desenho)
João Paulo Cotrim (introdução)
Ao Norte (Portugal, Maio de 2011)
150 x 210 mm, 40 p., cor, brochado com badanas


Resumo
Catálogo da exposição com o mesmo título, promovida no âmbito dos XI Encontros de Viana – Cinema e Vídeo, entre 2 e 9 de Maio de 2011, inclui diversas bandas desenhadas que têm por base obras ou poemas de autores literários como Vitorino Nemésio, Alexandre O’Neil, Aquilino Ribeiro, Sophia de Mello Breyner, Ruy Belo, Raúl Brandão, Almada Negreiros ou Fernando Pessoa, originalmente publicadas (quase todas na década de 1990) nas revistas Ler e Viva Voz.


Desenvolvimento
Um lugar nos olhos. Ou os olhos em muitos lugares. Nos lugares (portugueses…) que os textos, os poemas evocam, dos Açores ao Continente, do Norte ao Sul, da montanha à planície, do campo à cidade.
Lugares que (re)conhecemos, lugares que (re)descobrimos no traço fotográfico, hiper-realista, sensível e rugoso, de texturas que impressionam pela sensação de real, pelas cores belíssimas, intensas, os brilhos, as sombras…
Pormenores ou vistas de conjunto, que obrigam a demorar os olhos na apreciação, a apreciar as palavras que ecoam na mente enquanto os olhos – os nossos olhos – nos arrastam pela memória – nossa ou dos outros – e (nos) descobrem novos rumos, novos lugares.
Se é banda desenhada (e são vários os exemplos de dinâmica entre vinhetas, de movimento e deslocação) ou só ilustração de poema, dividida em quadros isolados (ou talvez nem tanto…) é uma discussão vazia e sem interesse, secundária perante a necessidade de olhar, de sentir, quase apalpar, cheirar os lugares onde o olhar de Luis Miguel Gaspar pousou.
Para nosso deleite.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...