Este blog está correctamente escrito em português, à revelia do triste acordo ortográfico em vigor.

25/09/2009

Primal Zone – volume 1

Gabrion (argumento e desenho)
Delcourt (França, Setembro de 2009)
167 x 237 mm, 120 p., pb, capa brochada


Resumo

Descoberto aos 10 anos junto do cadáver da mãe, assassinada, foi julgado, considerado culpado e internado numa instituição especializada. Ao longo de 15 anos, foi alvo de todos os estudos e testes psicológicos imagináveis, mas o seu instinto de sobrevivência ensinou-o a dar as respostas esperadas, respeitando a hierarquia, tornando-se dócil, mostrando-se pronto a reentrar na sociedade como um elemento válido.
Só que, no seu interior, o demónio Ortog continua bem vivo e faminto, disposto a esperar pela sua oportunidade.

Desenvolvimento
Partindo daqui, Gabrion desenvolve uma narrativa tensa, num tom entre o policial e o terror, mergulhando no mais fundo da mente conturbada do protagonista, dividido entre várias personalidades: um frio e insensível assassino por contrato, um pacato vendedor de seguros ou o insaciável Ortog, sempre faminto de sangue e carne, de preferência humana.
Por isso, a par das actividades normais (?!) de cada um deles, assistimos também à sua luta interior, surgindo a realidade que tem lugar no nosso mundo a par das visões imaginárias de mundos ocultos povoados por demónios, entre as quais existe apenas uma ténue linha divisória que facilmente é atravessada pelo protagonista.
Gabrion nesta obra, como não podia deixar de ser, optou por um preto e branco duro e agreste, com as zonas escuras a predominarem, reflectindo a escuridão interior do hospedeiro de Ortog, onde se adivinha a influência do Frank Miller dos bons velhos tempos.

A reter
- A forma como Gabrion equilibra os vários registos da narrativa.

Menos conseguido
- Nalgumas sequências no mundo real, o traço está demasiado preso às referências fotográficas utilizadas.

Curiosidade
- Este álbum foi pré-publicado em tempo real no Facebook e encontra-se disponível gratuitamente em versão integral em http://www.bdprimalzone.net/, onde estão já disponíveis as primeiras pranchas do segundo tomo, a publicar em Setembro de 2010.
- O livro conclui com um caderno a cores de homenagem a Jorge Eish, amigo de Gabrion, que sofria de doença bipolar e se suicidou, que esteve na origem desta abordagem em quadradinhos à esquizofrenia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...